PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 22 DE NOVEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

10 DE NOVEMBRO DE 2017

Rotta propõe discussão sobre carga e descarga de carros fortes


Descarga de carros fortes em horários de atendimento promove insegurança de clientes e funcionários de bancos



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Laura Leite (estagiária) (1 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Sindban, Gilmar Rotta e gerentes bancários se reunirão em dezembro

Sindban, Gilmar Rotta e gerentes bancários se reunirão em dezembro
Foto: Laura Leite (estagiária) (2 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Manifesto na praça discutiu descumprimento de horários de descarga dos carros fortes

Manifesto na praça discutiu descumprimento de horários de descarga dos carros fortes
Foto: Laura Leite (estagiária) (3 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Ato de iniciativa do Sindban aconteceu na manhã desta sexta-feira (10)

Ato de iniciativa do Sindban aconteceu na manhã desta sexta-feira (10)
Foto: Laura Leite (estagiária) (4 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Sindban, Gilmar Rotta e gerentes bancários se reunirão em dezembro

Sindban, Gilmar Rotta e gerentes bancários se reunirão em dezembro
Foto: Laura Leite (estagiária) (5 de 5) Salvar imagem em alta resolução

Manifesto na praça discutiu descumprimento de horários de descarga dos carros fortes

Manifesto na praça discutiu descumprimento de horários de descarga dos carros fortes
Foto: Laura Leite (estagiária) Salvar imagem em alta resolução

Manifesto na praça discutiu descumprimento de horários de descarga dos carros fortes


Em ato pacífico realizado na praça José Bonifácio na manhã desta sexta-feira (10), o Sindban (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região) manifestou sobre o descumprimento da lei 5734/2006, que estabelece horário de carga e descarga de carros fortes em agências bancárias. O vereador Gilmar Rotta (PMDB) acompanhou o protesto.

Regulamentada pelo Decreto 12.170, de 26 de junho de 2007, a lei define como horário para carga e descarga de numerários de 8h às 9h e das 16 às 17h. Segundo a gerência Banco do Brasil, o descumprimento do horário se deve ao fato de Lei Federal que impede a saída de carros fortes antes das 8h. A empresa responsável pelo abastecimento de Piracicaba tem sede em Campinas.

Gilmar Rotta afirmou que a maior preocupação é com assaltos, já que a entrega acontece próxima ao horário de abertura do banco. Ele usou como exemplo o episódio recente em que criminosos explodiram um carro forte na rodovia Luiz de Queiroz, em Piracicaba.

Em conversa com o presidente da entidade José Antonio Fernandes Paiva, Gilmar solicitou uma reunião com o sindicato e gerentes das agências bancárias de Piracicaba para estudar a possibilidade de oferecer flexibilidade no horário de carga e descarga, auxiliando no trabalho da empresa e reduzindo os riscos à segurança. A reunião acontecerá na Câmara de Vereadores, no dia 6 de dezembro, às 8h30.



Texto:  Débora Bontorim Saia


Tópicos: SegurançaGilmar Rotta

Notícias relacionadas