PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 24 DE NOVEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

18 DE ABRIL DE 2017

Professor também fica proibido de usar celular em sala de aula


Restrição, que desde 2008 atinge alunos da rede municipal, passa a se estender a docentes e funcionários.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Projeto de lei do Executivo foi aprovado pela Câmara na reunião ordinária desta segunda-feira


O uso de telefones celulares, aparelhos de MP3 e equipamentos similares em todas as dependências das escolas municipais ––com exceção da secretaria e da sala da diretoria ou durante os horários de intervalo ou descanso–– passa a ser proibido também para professores e funcionários. A restrição já atinge os alunos desde 2008, quando entrou em vigor a lei municipal 6.242.

A autoria da proposta aprovada pela Câmara na 20ª reunião ordinária, nesta segunda-feira (17), é do Executivo. Na justificativa do projeto de lei 13/2017, o prefeito Barjas Negri (PSDB) diz que "a alteração é necessária para evitar riscos para as crianças e prejuízo ao processo de ensino, assim como para a segurança dos funcionários da unidade escolar".

"Durante as aulas, trabalhos de merenda e outros que se desenvolvem, a atividade profissional não pode ser partilhada com o uso de equipamentos eletrônicos dessa natureza", frisa o texto. Barjas, que era o prefeito também em 2008, lembra que a lei municipal 6.242, quando passou a valer, com foco nos estudantes, visava combater o prejuízo que o uso de celulares e aparelhos similares provocava no desenvolvimento e na concentração dos alunos.



Texto:  Comunicação


Tópicos: Legislativo

Notícias relacionadas