PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

04 DE JANEIRO DE 2018

Postes de radares podem ser pintados com tinta reflexiva amarela


Projeto de lei, do vereador Laércio Trevisan Jr, obriga a pintura para alertar condutores e evitar acidentes



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Salvar imagem em alta resolução

O Executivo e as empresas prestadoras de serviço responsáveis pela instalação e manutenção de equipamentos controladores de velocidades nas vias de Piracicaba poderão ser obrigados a pintarem os postes dos radares com tinta reflexiva amarela, se o projeto de lei 284/2017, do vereador Laércio Trevisan Jr (PR), for aprovado em plenário.

Trevisan justifica que o projeto é fundamental para educar, alertar e conscientizar os condutores sobre a redução de velocidade na via. “Principalmente para evitar acidentes, porque o motorista vê o radar, freia bruscamente e a pessoa que está atrás bate. Com a pintura reflexiva, elas identificariam de longe e evitariam freadas bruscas”, alegou.

Piracicaba tem 38 radares espalhados pela cidade, dentre eles são 12 que monitoram o avanço de semáforo, 10 para caminhões de três eixos, e 16 que fiscalizam a velocidade máxima na via — entre 40, 50 e 60 quilômetros por hora.

Augusto da Silva, motorista de ônibus rodoviário, considerou de boa iniciativa a proposta. “A gente conhece os radares quando dirige em estradas familiares, mas quando a rodovia é nova, a gente é pego de surpresa”, informou.

De acordo com o artigo 4 da Resolução 396/2011 do Conselho Nacional de Trânsito, é garantida a sinalização, com placas R-19 informando a velocidade máxima da via e a visibilidade dos medidores de velocidade do tipo fixo.

O projeto deu entrada na Câmara em outubro de 2017 e foi analisado pela Comissão de Legislação, Justiça e Redação no mês seguinte, quando recebeu o parecer contrário. Ciente da oposição, Trevisan manifestou interesse, por meio de ofício enviado à Presidência, em incluir a propositura na pauta da Ordem do Dia, para ser discutida com os vereadores em plenário em reunião ordinária deste ano.



Texto:  Lucas Lima


Tópicos: Trânsito e TransportesLaércio Trevisan Jr

Notícias relacionadas