PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE NOVEMBRO DE 2017

Marcos Abdala vistoria retomada das obras do Residencial Vida Nova


Nova construtora contratada terá prazo de 8 meses para concluir empreendimento.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (3 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

O vereador Marcos Abdala (PRB) esteve no Residencial Vida Nova para verificar a retomada das obras. O parlamentar andou pelos blocos e verificou a situação de alguns apartamentos que serão reformados pela nova construtora.

Abdala também conversou com os engenheiros Kleiton, responsável pela retomada das obras, Tiago e Leonardo, que confirmaram a volta dos trabalhos de construção do empreendimento nesta segunda-feira (6), depois da realização de limpeza em todo o local. O prazo, estabelecido em contrato, para a conclusão das obras é de 8 meses.

O vereador também esteve com o presidente da Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba), João Manoel dos Santos, que informou a possibilidade de entrega gradativa dos apartamentos aos beneficiários.

Outra dúvida esclarecida pelos técnicos foi sobre o processo de escolha dos síndicos dos blocos do residencial: primeiramente, será preciso confirmar os beneficiários e realizar o sorteio dos 1.200 apartamentos; somente depois é que haverá a escolha dos síndicos.

Abdala lembrou os questionamentos que encaminhou à Presidência da República e ao Ministério das Cidades que se transformaram em denúncia junto à CGU (Controladoria Geral da União) e que ainda não receberam resposta do governo federal.

O parlamentar agradeceu o atendimento dos engenheiros nas obras do Residencial Vida Nova e também ao presidente da Emdhap pelos esclarecimentos sobre o empreendimento. "Enquanto legisladores, temos que nos atualizar com as informações deste residencial. A comunidade não pode pagar pela má gestão do Ministério das Cidades. Agora, acredito que os apartamentos sejam concluídos e entregues aos beneficiários", afirmou Abdala.



Texto:  Assessoria parlamentar
Revisão:  Redação


Tópicos: Infraestrutura UrbanaMarcos Abdala

Notícias relacionadas