PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 19 DE SETEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

15 DE DEZEMBRO DE 2017

José Silvestre defende ficha limpa e requer vagas integrais em creches


Silvestre pediu apoio dos vereadores no problema das mães que dependem dos filhos em creches para manter seus empregos



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

José Silvestre defende ficha limpa e requer vagas integrais em creches




O presidente da Acrepir (Associação dos Advogados Criminalistas de Piracicaba), José Silvestre da Silva ocupou a tribuna popular, na 74ª reunião ordinária desta quinta-feira (14) para abordar sobre o projeto Ficha Limpa Municipal, em tramitação na Câmara, de autoria do vereador Paulo Campos (PSD), além de comentar sobre os problemas de mães devido ao corte de vagas de creches, em período integral.

Sobre o projeto de Paulo Campos, no Ficha Limpa Municipal, José Silvestre mostra que a iniciativa do parlamentar não fere o princípio da constitucionalidade, que está em consonância com pleito nacional, sendo reforçada pelo posicionamento do Tribunal de Justiça, ao julgar que a iniciativa é constitucional sim. "Por unanimidade, os desembargadores mostraram que a tentativa do prefeito contra o projeto é nula devido à iniciativa ser de vereador", disse.

Na questão das mães, que estão desesperadas, José Silvestre disse que é pagador de impostos e não pode ser calar, pois o problema é de todos nós. "Porque está faltando dinheiro, porque o prefeito não está garantindo o tempo integral, enquanto as mães saem para trabalhar", indagou o orador.

Silvestre disse que em Piracicaba, as pessoas que ostentam poder econômico não pagam IPTU. E, pediu empenho dos vereadores na defesa da mães que precisam de vagas em creches. Silvestre reconhece que o povo precisa de vagas, de período integral. "Temos que rever esta questão, porque não estamos tendo o dinheiro necessário. Piracicaba precisa acordar. Precisamos nos preocupar com os problemas que aflige a população. Precisamos que os senhores intercedam, vejam o que realmente podem fazer em nome das crianças. Quem aceitará uma mãe trabalhando meio período", disse.

 



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Tribuna Popular

Notícias relacionadas