PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

04 DE OUTUBRO DE 2017

Equipe da CHDU vem a Piracicaba tratar de irregularidades no Jd. Gilda


Vereador Dirceu intermediou o deslocamento de cerca de 20 funcionários da regional da CDHU em Campinas com o objetivo de oferecer saídas a inadimplentes.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Intermediação de Dirceu possibilitou a vinda de funcionários da CDHU em Campinas

Intermediação de Dirceu possibilitou a vinda de funcionários da CDHU em Campinas
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Funcionários foram de casa em casa para conferir a situação dos imóveis do bairro

Funcionários foram de casa em casa para conferir a situação dos imóveis do bairro
Foto: Assessoria parlamentar (3 de 3) Salvar imagem em alta resolução

Funcionários foram de casa em casa para conferir a situação dos imóveis do bairro

Funcionários foram de casa em casa para conferir a situação dos imóveis do bairro
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Intermediação de Dirceu possibilitou a vinda de funcionários da CDHU em Campinas


Terminou nesta quarta-feira (4) a série de visitas feitas por funcionários da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) a moradores do Jardim Gilda para propor saídas para os imóveis em situação irregular. A equipe da filial do órgão em Campinas (SP) veio a Piracicaba após intermediação do vereador Dirceu Alves da Silva (SD).

O parlamentar havia entrado em contato com o gerente regional, Vitório Brando, diante das inúmeras pessoas que foram ao seu gabinete interessadas em regularizar a propriedade de seus imóveis, mas sem condições de ir a Campinas conversar pessoalmente com a equipe da CDHU. Pelo menos 20 funcionários da companhia estiveram em Piracicaba desde o primeiro dia das visitas, no sábado (30).

"Conseguimos que o gerente regional deslocasse uma equipe para cá. De início, pensou-se em fazer um mutirão, mas optou-se por bater de casa em casa para verificar a situação de cada imóvel", disse Dirceu, ao salientar que a abordagem buscou os moradores com interesse em regularizar a situação das moradias.

"Muitos alugaram para terceiros, passaram o imóvel para outros ou o transformaram em comércio", comentou o vereador, que acredita que 70% dos proprietários das cerca de 1.300 casas estão inadimplentes e que, nas visitas, foram abertas possibilidades de parcelar as dívidas para afastar o risco de perda da moradia.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Tópicos: Infraestrutura UrbanaDirceu Alves

Notícias relacionadas