PIRACICABA, DOMINGO, 22 DE OUTUBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

14 DE SETEMBRO DE 2017

André Bandeira comenta projeto de acessibilidade do Teatro Losso Netto


Prefeitura inicia obra de conclusão da reforma do Teatro Municipal



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 2) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 2) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

O Executivo inicia a última etapa da reforma do Teatro Municipal “Dr. Losso Netto” com investimento aproximado em R$ 909,5 mil. A contratação contempla adequação do prédio e reabertura do espaço que está fechado ao público desde abril de 2013. O prédio, construído em 1978, é um marco da arquitetura piracicabana e foi o centro dos espetáculos nas décadas de 80 e 90, palco de inúmeras peças teatrais, musicais, entre outras apresentações.

Neste empreendimento, há ações necessárias para a obtenção do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiro) e processo de acessibilidade para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, além das instalações de corrimões, detector de fumaça, colocação de novo carpete antichamas, que atende aos padrões dos Bombeiros e reparação da parte elétrica e hidráulica. As modificações complementam as realizadas para o mesmo fim - a obtenção do AVCB – na área que abrange o Hall do Teatro, sanitários, cozinha de apoio e bombonière (reformada na primeira e segunda etapas).

“O Teatro Municipal Dr. Losso Netto é referência para Piracicaba e região pela sua magnitude, e agora, após a reforma, contemplando a acessibilidade plena para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida passa a integrar o rol dos melhores teatros do Estado de São Paulo”, revela Bandeira.

O local terá plataforma hidráulica do fosso operístico em três níveis para extensão do palco e plateia ou para acomodar orquestra. Com 75 metros quadrados, o fosso tem capacidade para 60 músicos (dependendo da formação) que permite a realização de musicais, balés e óperas com música ao vivo.

Na primeira e segunda etapas, orçadas em aproximadamente R$ 850 mil, concluíram reforma e restauro da fonte, da calçada do acesso principal, pintura interna e da fachada, troca da iluminação do hall, reforma e aumento de sanitários, inclusive com adaptação para pessoas com deficiência e ostomizadas, remodelação da bombonière e remodelação da cozinha de apoio a eventos.

“Para garantir a acessibilidade à sala 1 foi instalado um elevador que conduz à plateia e a inclusão de dois camarotes, com 27 cadeiras”, finaliza o legislador que incentiva projetos de acessibilidade e também culturais.



Texto:  Assessoria parlamentar


Tópicos: Cultura e TurismoAndré Bandeira

Notícias relacionadas